Conheça a autopeças Ribeirão Latas. A melhor opção em latarias automotivas em Goiânia para todo Brasil!

O que é: Sistema de Ignição

O sistema de ignição é um componente essencial em um veículo automotivo, responsável por iniciar o processo de combustão do motor. É composto por diversas peças e dispositivos que trabalham em conjunto para gerar a faísca necessária para a queima do combustível. Neste artigo, vamos explorar em detalhes o funcionamento desse sistema, suas principais peças e como ele contribui para o desempenho do motor.

Funcionamento do Sistema de Ignição

O sistema de ignição é responsável por fornecer a faísca elétrica necessária para inflamar a mistura ar-combustível dentro da câmara de combustão do motor. Esse processo ocorre em quatro etapas principais: carga, compressão, ignição e escape.

Na etapa de carga, o pistão se move para baixo, aspirando a mistura ar-combustível para dentro da câmara de combustão. Em seguida, na etapa de compressão, o pistão se move para cima, comprimindo a mistura e aumentando sua temperatura.

Na etapa de ignição, a faísca elétrica é gerada pela bobina de ignição e enviada para a vela de ignição. Essa faísca provoca a queima da mistura, gerando uma expansão dos gases que empurra o pistão para baixo, gerando a força necessária para movimentar o veículo.

Por fim, na etapa de escape, os gases resultantes da queima são expelidos pelo sistema de escape do veículo.

Principais Peças do Sistema de Ignição

O sistema de ignição é composto por diversas peças, cada uma com uma função específica. Vamos conhecer as principais:

Bobina de Ignição

A bobina de ignição é responsável por transformar a tensão da bateria em uma tensão de alta voltagem, capaz de gerar a faísca necessária para a ignição da mistura ar-combustível. Ela funciona como um transformador, aumentando a tensão de 12 volts para cerca de 20.000 volts.

Vela de Ignição

A vela de ignição é o componente que recebe a faísca elétrica da bobina de ignição e a conduz para dentro da câmara de combustão. Ela possui um eletrodo central e um eletrodo lateral, entre os quais ocorre a faísca. A vela de ignição deve ser capaz de suportar altas temperaturas e resistir à corrosão.

Distribuidor

O distribuidor é responsável por distribuir a faísca gerada pela bobina de ignição para cada vela de ignição do motor. Ele possui um rotor que gira em sincronia com o motor e distribui a faísca para cada cilindro no momento correto.

Condensador

O condensador é um componente que armazena energia elétrica e a libera de forma controlada para a bobina de ignição. Ele ajuda a manter a tensão constante e a evitar oscilações que possam comprometer o funcionamento do sistema de ignição.

Módulo de Ignição

O módulo de ignição é responsável por controlar o tempo de ignição do motor. Ele recebe informações do sensor de posição do virabrequim e determina o momento exato em que a faísca deve ser gerada. Isso garante uma queima eficiente da mistura ar-combustível e um melhor desempenho do motor.

Importância do Sistema de Ignição

O sistema de ignição desempenha um papel fundamental no funcionamento do motor de um veículo. Um sistema de ignição eficiente e bem ajustado contribui para um melhor desempenho do motor, maior economia de combustível e redução das emissões de poluentes.

Além disso, um sistema de ignição em bom estado de funcionamento é essencial para garantir a partida rápida e confiável do veículo, especialmente em condições de baixas temperaturas.

Conclusão

O sistema de ignição é um componente essencial em um veículo automotivo, responsável por iniciar o processo de combustão do motor. Composto por diversas peças, como a bobina de ignição, vela de ignição, distribuidor, condensador e módulo de ignição, esse sistema desempenha um papel fundamental no desempenho do motor e na partida confiável do veículo. É importante realizar a manutenção periódica do sistema de ignição para garantir seu bom funcionamento e evitar problemas no motor.

× Available on SundayMondayTuesdayWednesdayThursdayFridaySaturday